Histórico

CAMINHO

2828698728_245d59aefc

Treino Livre do Balaio/ Foto: Maíra Soares

O Grupo Mentecorpos do Balaio se formou a partir das oficinas de circo e teatro do projeto Amigos da Multidão da Cia Estável de Teatro, uma iniciativa no campo da formação sócio‐cultural. Contemplada em 2001 com o Projeto Cidadania em Cena, da Secretaria Municipal de Cultura, de ocupação dos Teatros Distritais, a Cia Estável desempenhou uma intensiva programação cultural em Cangaíba e região, com cursos gratuitos, espetáculos populares e oportunidades diferenciadas de lazer e cultura. O projeto ofereceu à comunidade espetáculos, oficinas de iniciação teatral e circo, entre outras, dando oportunidade, aos interessados, de um contato com o fazer teatral, valorizando o poder criador e a participação da comunidade na revitalização do espaço.

Surgido deste universo voltado para a inclusão social através das artes, o grupo deu continuidade à pesquisa da linguagem circense unida ao teatro, sem perder o aspecto pedagógico inerente ao trabalho, estabelecendo no decorrer dos anos o sócio‐cultural e o artístico‐pedagógico, eixos centrais de trabalho.

Seguindo neste rumo, o Grupo Mentecorpos do Balaio obteve a aprovação do projeto “Circo do Balaio” pelo programa VAI, em 2005, tendo como o resultado o primeiro espetáculo infantil do grupo, “Numa Roda”, que colocou em cena a prática da mescla de linguagens, presente desde o início como proposta estética do grupo. No ano seguinte, 2006, o grupo foi novamente contemplado pelo VAI, com o projeto “A Caminho do Circo do Balaio”, que tinha em sua essência o aprimoramento técnico circense de seus integrantes, além da multiplicação de processo através de oficinas e circulação do espetáculo “Numa Roda”.

Neste mesmo ano o grupo entra em cartaz nos teatros João Caetano e Arthur Azevedo, junto ao espetáculo “O Auto do Circo”, da Cia Estável de Teatro, dando a largada de vez rumo à inserção do grupo no cenário teatral da Cidade de São Paulo. Sempre unindo o fazer artístico com o olhar voltado para o social, o grupo sela parceria com o grupo Dolores Boca Aberta Mecatrônica de Artes e desenvolve, para o ano de 2007, o projeto “Treino Livre do Balaio”, que prevê abrir o espaço de treino do grupo para troca de experiências com a comunidade da Cidade Patriarca, periferia leste de São Paulo, além de ter integrantes participando da equipe de trabalho do atual projeto do grupo Dolores, recém contemplado pela Lei de Fomento ao Teatro.

Em seqüência, o Balaio tem o projeto Circo do Balaio aprovado em quatro etapas do programa Expedição Artemísia, Programa Jovens Empreendedores, da organização norte‐americana de apoio a empreendimentos sociais Artemísia. Com isso o Circo do Balaio ficou entre os 10 projetos finalistas com acompanhamento da organização, recebendo capacitações e pequenos investimentos na equipe para torná‐lo um empreendimento social auto‐sustentável.

 << Grupo                                                                                                  Integrantes >>

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: