E o Balaio Participou!

Do encontro entre grupos de teatro em comunidade, unidos para um cortejo seguido de apresentações. O evento, organizado pelo Instituto Pombas  Urbanas, foi para marcar o compromisso de levantar um centro cultural no bairro de Barro Branco, consolidando mais parcerias entre instituições francesas e a prefeitura do município, no ano da França no Brasil. O evento foi iniciado com um grande cortejo pelas ruas do bairro, seguido de uma atividade que agregava a comunidade e os artistas presentes, oferecida com o intuito de trocar conhecimento de maneira livre e lúdica, em festa. A proposta é muito próxima ao Treino Livre do Balaio (nos identificamos de cara!) e reuniu artistas de várias regiões da cidade e da america Latina. O encerramento ficou por nossa conta, com o espetáculo Numa Roda. Ao final todos almoçamos juntos, encerrando um prazeiroso dia de comunhão!

DSC01761

De uma apresentação do espetáculo Numa Roda na Fundação Casa de Guaianazes. Fomos convidados pela Renata Eleutério, educadora de teatro da unidade, e contratados pela Ação Educativa. Foi um dia muito especial. Depois de percorrer os mais diferentes espaços e contextos, apresentar o Numa Roda alí foi uma experiência que nos colocou a prova e, por felicidade, mostrou o potencial que o espetáculo tem em proporcionar outros estados de sensibilidade em ambientes carregados de uma realidade aparentemente imutável. Foram cerca de 40 jovens e mais 10 funcionários, entre educadores, guardas e agentes, que assistiram ao espetáculo. No final abrimos para debate e, para a nossa surpresa, todas as perguntas vieram dos internos e as colocações eram sempre querendo saber qual era a nossa “quebrada” e se podíamos apresentar o espetáculo na “quebrada” deles, para que os amigos e familiares pudessem ter o mesmo bom momento que eles passaram alí, naquele curto instante em relação a todo o tempo em que eles passam e passarão alí. Saímos de lá felizes pelo momento, mas tristes e mechidos com todo o contexto, toda a vigilância, revista e cuidados para que fomos orientados. Também tristes porque todos os internos da unidade eram dos mesmos bairros em que moramos ou realizamos projetos (Ermelino Matarazzo, Cangaíba, Vila Curuçá, Itaim Paulista) – é tão tênue a linha que separa nós estarmos alí apresentando um espetáculoe  depois voltarmos as nossas casas ou de estarmos alí para assistí-lo; a realidade poderia ser diferente… Infelizmente não temos fotos pois é probida a veiculação pública de imagens do local.

Do encontro entre grupos jovens para discutir arte e sustentabilidade. O evento foi organizado pelo grupo Trapos de La Rua, no Teatro Comunne. Reuniram-se os grupos de São Paulo doBalaio, Filhos da Dita e Cia do Outro Eu e o guarulhense Projeto Cultural Ethos. Primeiro assistimos a trecho do espetáculo do grupo de adolescentes em formação e depois subimos ao palco para falar sobre a origem e projetos dos grupos. Foi um momento interessante, de encontro entre grupos cujo contexto está voltado para a arte em comunidade, podendo discutir questões como sustentabilidade, leis de incentivo que cheguem a periferia e movimentos em rede entre os grupos.

DSC02421

jovens do grupo da casa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: